Toot fixado

E é isso. Posto citação maneira de coisa que eu tô estudando, reclamo da sobrecarga da pesquisa, falo de política, de Linux, de putaria... porque, olha que surpresa, eu sou um ser humano normal.

Essa história de ficar preso o tempo todo no personagem do intelectual acadêmico, do militante anti sistema contra-tudo-e-contra-todos, é uma coisa tão brega, tão imatura, tão adolescente que tá querendo se marcar como diferente dos pais...

Negócio é ser livre, inclusive dos personagens.

Toot fixado

"(...) o projeto pedagógico (...) precisa assumir que tudo - a natureza, os seres humanos, a história - pode mudar e muda; o movimento é uma lei básica da vida. (...) Em síntese, uma concepção pedagógica que considere o ser humano como um ser em movimento."

Cipriano Luckesi.

Toot fixado

"Language is the membrane or medium that provides us with the capacity for self-reference, for mapping out our environment internally. Language filters the world, reducing the infinite possibilities of the environment down to a manageable number of concepts."

Lance Strate, The Medium is the Membrane.

pessoal 

Acho que a minha meta para 2022, depois de defender a dissertação, é cuidar mais de mim. Fácil não vai ser, nunca pratiquei isso. Até hoje eu estava 100% concentrado em realizar o sonho de infância de ser professor. Com o mestrado isso fica bem encaminhado. Vai ser hora de construir outros sonhos.

Mas uma coisa de cada vez. Por enquanto, deixa eu voltar para o Habermas.

Mostrar conversa

pessoal 

Meu medo da adolescência era "encaretar" depois de adulto. Não que eu tenha sido o adolescente subversivo, longe disso. Mas eu tinha medo de envelhecer e começar a valorizar mais as coisas do que as pessoas, de normalizar abrir mão de momentos com gente querida por mais dinheiro, de virar conservador politicamente... Vejo hoje em dia uma galera que eu conhecia na época e fico feliz por, até agora, ter envelhecido bem.

Acho que o eu do passado não se decepcionaria com o eu do presente.

Tomei banho gelado. Não foi dessa vez que eu honrei o ancestral europeu. 😓😓😓

lembrete +18 

Vagina não é maracujina para você sair por aí dizendo que alguém tá nervoso ou estressado porque não comeu.

Eu, hein.

Se eu fizer igual os estadunidenses e não tomar banho porque tá 15ºC às 14h no Rio de Janeiro, com sensação bem mais baixa por conta da ventania, é apropriação cultural?

Coisas que eu odeio - com palavrão 

O good vibes do apocalipse.

O mundo tá pegando fogo, satanás tá arrastando a criatura pela perna pro quinto dos infernos, mas ela tá "você precisa pensar positivo, sem energia negativa."

Vai tu e tua energia positiva pra casa do caralho. Eu, hein.

Eu não aguento mais ver a bunda da Luísa Sonsa. Sobrinha escuta "Modo Turbo" umas vinte vezes por dia. 😩

último teste de navegador para Android do dia 

O Kiwi Browser é simpático, mas me parece uma grande gambiarra, um negócio que vai explodir na tua cara a qualquer momento. Junta isso com o fato de eu estar satisfeito com a performance do Fennec F-Droid, e tá feita a negativa.

Fennec sem extensões e com modo de privacidade rigoroso: funciona liso, nem parece que é coisa feita pela Mozilla.

Fennec performa melhor que o Firefox original. Que interessante.

Eu acho muito legal o avanço do Vivaldi nos últimos anos. Saiu do status de navegador coloridinho que buga toda hora e por qualquer motivo para ser uma opção plausível no atual mercado.

Fora o Chrome (que tem privilégios de ser feito pela dona do sistema), acho o Vivaldi Mobile o melhor para Android. E a versão para desktop também não faz mais vergonha.

O Habermas vai avançando no argumento dele e eu continuo concordando mais com o Marcuse e o Weber do que com ele. Nem falta muito mais para terminar o ensaio. :blobsweats:

Cleiton Lima :bandeira_rj: deu boost

Mais um que fumou um bagulho mofado. 

Acreditando na nóia do cara, como diabos ele falou com um espírito que reencarnou?!

diariodocentrodomundo.com.br/e

Lendo a crítica do Habermas ao Marcuse e ao Weber, mas concordando com o Marcuse e o Weber e achando a crítica do Habermas forçada. Vamos ver se isso muda, tô nem na metade do texto.

Toot que dá para você sentir o cheiro de longe 

Isso reforça a tese de que as pessoas simplesmente perderam todo e qualquer senso de descrição e civilização na internet. Ancap, Fossbro, anti-banho... As pessoas simplesmente não tem mais vergonha de qualquer coisa. A tal da "inteligência coletiva" que o Pierre Lévy falou no século passado se reverteu em "falta de senso do ridículo coletiva". Que horror.

Mostrar conversa

Toot que dá para você sentir o cheiro de longe 

Eu juro que achava que esse negócio de banho aos Sábados era estereótipo de esquete de humor sem graça. Mas o povo mostrou que, infelizmente, é real. Galera falando que toma banho uma vez por semana ou que só lava braços, rosto e pescoço (com pano úmido na pia); outros dizendo que tomam banho só uma vez por semana, com água de balde REAPROVEITADA POR TODOS e que serve para regar as plantas depois. Cara... :AngeryCat: :blobbroken:

Mostrar conversa

Toot que dá para você sentir o cheiro de longe 

Você já agradeceu ao seu ancestral indígena hoje pela cultura de tomar banho todo dia? Eu agradeci o meu agorinha depois de passar por uma thread do anúncio de Ashton Kutcher e esposa de que nem tomam banho todo dia e tão pouco dão banhos frequentes nos filhos. A regra na casa dos Kutcher é empirista: só rola água e sabão se a sujeira for algo visível a olho nú. Tirando isso, ela não existe. Pior foram a respostas.

Ruim do domínio absoluto de uma única tecnologia é isso: W3C foi contra a tecnologia de cookies nova que a Google quer implementar no Chrome e a resposta foi basicamente a de um adolescente rebelde "você não manda em mim, vou implementar mesmo assim."

Mostrar mais antigos
Mastodon Brasil

O mastodon.com.br é uma instância voltada para falantes de português brasileiro. Com a intenção de ser um espaço acolhedor e menos tóxico, tentamos ser uma instância que abriga pessoas de todas nacionalidades, etnias, formatos de corpos, gêneros, de identidades e orientações sexuais diversas, feministas, neurodivergentes, independente de religião, raça e orientação política.