Seguir

É sabido que recentemente a linha federada virou um grande diálogo onde os toots se sobrepõem respondendo uns aos outros sem necessariamente estarem vinculados. Aparentemente nas últimas semanas recebemos uma leva de mancebos que adotam esse método comunicacional (um bom campo de estudo seria tentar entender essa preferência). Outra característica é a relativa ausência de critérios com relação ao flood/conteúdo postado.

Essa "desorganização" com relação aos Toots pode causar espanto (principalmente nos acima dos 20 anos), cansaço, falta de compreensão (em relação ao sentido/fim da postagem) e falta de compreensão (em relação à capacidade de acompanhar o que está acontecendo e sendo dito pelos companheiros de rede social).
Aí a jiripoca começa a piar. Após um estudo superficial de toots mais antigos e recentes escolhidos aleatoriamente temos o seguinte:

Mostrar conversa

Há a velha guarda (qualquer um acima dos 20) que se divide entre os que não gostaram muito de como a federada ficou, mas estão nem aí pq é só mutar e seguir o baile; que estão tentando entender os mancebos e as vezes até conseguem interagir quando a pauta é outra que não a indústria cultural da Coreia capitalista, e um terceiro (não muito expressivo) achando uma boa oportunidade para testar as capacidades do mastodon. Quanto a esse último tenho minhas dúvidas pq:

Mostrar conversa

1- Até onde entendi, uma instância tem que ser paga. (carece de fontes) Qual seria a capacidade desses jovens em se organizar para pagar uma?
2- Há uma movimentação recorrente de saltar entre as redes (O David Runciman diria: "os jovens não se mobilizam politicamente pq estão mais ocupados escolhendo a melhor rede social");
3- Já muitas dúvidas com relação ao fediverso, comprovada quando colorid.ies bloqueou a mastodon.social e todos nessa última ficaram em polvorosa

Mostrar conversa

Voltando para os atores envolvidos, tinhamos parado na velha guarda.
Já existiam alguns jovens aqui antes dessa última leva, então falta algum rigor na definição, mas é o seguinte:
Dentro desses jovens mais novos que chegaram, tem a galera que curte fazer a farra do flood/conversa como se fosse privado chamaremos de grupo A; O grupo B surgiu com a narrativa de que o grupo A estava formando uma panelinha, esses por sua vez trataram de se defender.

Mostrar conversa

Aí rolou um sururu entre esses mancebos e começaram a surgir propostas de redes alternativas e críticas contundentes com o seguinte viés: "Não adianta mudar de rede se o comportamento que incomoda é nosso".
Alguns (que não consegui identificar como pertencendo ao grupo A ou B) atualmente militam pelo amadurecimento da comunidade, propõem listas do que incomoda/deixa chato/estraga a rede social e tentam construir um ambiente mais agradável.

Mostrar conversa

Pela frequência e quantidade de posts da comunidade alvo, deixei passar MT coisa. Por ex:comportamentos hiper-sexualizados, autodepreciativos, as vezes até depressivos que são de preocupar mas principalmente fazem lembrar como a adolescência é uma fase difícil e ter um grupo que te acolhe e com que você se identifica e pode conversar é super importante. Que é justamente o que essas lindezas tem encontrado aqui. Aos que forem ficar, bem vindes crianças! Vamos usar bem o espaço :ablobcatheart:

Mostrar conversa

@renan

1 - o servidor pra manter a instancia é pago, não a instancia em si. Vc paga x e consegue manter até x ususarios (não lembro os valores e números)

3 - foi a mstdn.social, não a mastodon.social (são instancias diferentes)

@dani pois que conste as informações; ps: quem banca nosso servidor?

@renan eu e o Claus bancamos (se ng percebeu ainda nós somos casados hahaha)

@dani é o queeee??? estou só CHOCADO com essa informação! Quem veio pro mastodon primeiro?? :awesome_rotate:

@renan ahahahaha Ele tá aqui desde q o mastodon era selva fechada e me enchendo pra entrar, eu cheguei esse ano, já era mato pra carpir 🤪

@dani aí mds, cês são tipo as entidades gestoras dessa comunidade e ainda são casados. Meu coração não ta aguentando :AAAAAA: :ablobcatheart:

Entre para participar dessa conversa
Mastodon Brasil

O mastodon.com.br é uma instância voltada para falantes de português brasileiro. Com a intenção de ser um espaço acolhedor e menos tóxico, tentamos ser uma instância que abriga pessoas de todas nacionalidades, etnias, formatos de corpos, gêneros, de identidades e orientações sexuais diversas, feministas, neurodivergentes, independente de religião, raça e orientação política.